Hugo (2011)

A Invenção de Hugo Cabret (2011) Direção: Martin Scorsese. Com: Asa Butterfield, Chloë Grace Moretz, Christopher Lee, Ben Kingsley. Estados Unidos, 126 min.

Para quem não sabe sou grande fã de Martin Scorsese; assim como devem ser outros tantos leitores desta breve nota cinematográfica. Então deixo o alerta aos fãs: se você gosta apenas dos filmes de máfia ou dos que revelam a alma humana a partir da violência e da ação, cuide-se ao ver Hugo. A versatilidade do diretor não tem fim! Talvez falte poucos gêneros ainda não explorados por Scorsese. Hugo é uma homenagem ao cinema, em tom de fantasia. As referências podem, em princípio, se dirigir a Charles Dickens (que completa hoje, 200 anos de nascimento), principalmente pelo tom poético e pela ação concentrada em uma criança abandonada. Mas a obra é principalmente uma homenagem à magia do cinema e à Georges Méliès. A direção de arte está estupenda! Talvez as atuações tenham ficado em segundo plano, o que não chega a prejudicar a obra como um todo, apenas ficam um pouco atrás dá fantástica reconstituição da Paris dos anos 1930 e da soberba aula de cinema proferida por Martin Scorsese… agora também em 3D.

MaccAvaliação: 9 (para quem gosta de cinema silencioso, ilusionismo e fantasia, história do cinema e filmes com crianças protagonistas em tecnologia 3D).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: